O que são as cólicas do 1º trimestre?

É uma situação que ocorre em mais de 30% dos bebés, geralmente após a 2ª semana de vida e até ao final do 3º mês e parece estar associada a cólicas na barriga.
A criança tem períodos de choro, fecha os punhos, esperneia, faz caretas de dor e tem gazes, geralmente durante a tarde ou à noite e costuma melhorar quando lhe pegamos ao colo.
Evidentemente não está associado a outra sintomatologia de doença mas é importante obter o conselho do pediatra para descartar qualquer outro problema.

Para ajudar o bebé aconselham-se várias manobras:
• Coloque o seu bebé ao colo, mas de barriga para baixo, fazendo uma leve pressão no abdómen;
• Faça massagem na barriga do bebé de maneira circular desde o umbigo para fora, em direção dos ponteiros do relógio (eventualmente com ajuda de um óleo ou creme);
• Faça flexão das pernas do bebé sobre a barriga.
• Dê um banho ao bebé, ajudará a relaxar, e a seguir poderá eventualmente massajar o abdómen do bebé
• Podemos estimular também o esfíncter anal com a aplicação ao redor do esfíncter de um pouco de vaselina ou com ajuda de um supositório de glicerina (basta introduzir e retirar em seguida) ou com uma cânula de um microclister cortada na parte posterior e untada de vaselina. Assim facilitará a saída de fezes e gases do bebé.

Por vezes estas cólicas estão associadas a obstipação e por isso deixamos aqui um artigo sobre o assunto: http://www.janela-aberta-familia.org/pt/content/obstipacao-no-bebe 
 
Frequentemente estas cólicas são desesperantes para os pais pois frequentemente o sofrimento do bebé não se consegue diminuir como desejaríamos. No entanto, curiosamente, se os pais tentarem ajudar o seu bebé, mesmo que a eficácia dos seus esforços não seja a desejável, o bebé começa a aperceber-se desta tentativa de ajuda, o que será muito importante para a vinculação e a interação afetiva entre pais e bebés.