O meu filho tem tosse: devo preocupar-me?

A tosse é um sintoma muito frequente em Pediatria. É um mecanismo de defesa do organismo, que serve para “limpar” as vias aéreas, pelo que desempenha um papel importante na resistência do aparelho respiratório às agressões a que está sujeito.

 
Pode ser produzida por infecções, alergias, fumos, corpos estranhos, etc... Na maioria das vezes é causada por infecções víricas (“viroses”), particularmente nos meses de Inverno e nas crianças que frequentam infantários. Nessas situações, geralmente persiste cerca de 2 a 3 semanas, com a seguinte evolução: 1 – tosse seca; 2 – tosse com expectoração; 3 – tosse seca novamente.
 
Se o seu filho apresentar tosse, deve fazer o seguinte:
1) Oferecer-lhe líquidos em abundância, para tornar as secreções mais fluídas (lembre-se que a água é o melhor xarope para a tosse)
2) Manter um ambiente húmido
3) Não adicionar vapores de eucalipto ou outras substâncias inalantes que contenham álcool, cânfora ou outros substratos de plantas, pois estes agravam a tosse
4) Nunca expôr a criança ao fumo de tabaco
5) O tratamento com antibióticos apenas se justifica quando a causa é bacteriana e só deve ser iniciado se receitado pelo médico
6) Evitar os “xaropes para a tosse” – só os deve dar ao seu filho se aconselhados pelo médico
 
Numa situação de tosse, deve apenas procurar ajuda médica se ocorrer algum dos seguintes sinais de alarme:
1) Dificuldade respiratória
2) Dor no peito
3) Tosse com duração superior a 3 semanas
4) Lábios azulados / roxos
5) Vómitos ou dificuldade em alimentar-se
6) Tosse “sufocante”
7) Associação a prostração ou febre elevada
No entanto, não se esqueça que a maior parte das vezes a tosse é benéfica, porque serve para limpar os pulmões!
 
 Fonte: Hugo Rodrigues (pediatra) - http://blogpediatriaparatodos.blogspot.pt/ - 2011