Como devo atuar se o meu filho tiver uma convulsão febril?

Além de fazer por manter a calma, há algumas recomendações que podem ajudar a superar esta situação:
  • Colocar a criança deitada de lado, num sítio seguro, e evitar que se autoagrida involuntariamente.
  • Comprovar que pode respirar bem e que não corre perigo de asfixia.
  Se se tratar da primeira vez, recomenda-se que vá ao hospital para confirmar que é uma convulsão febril. Deverá ser feita uma avaliação médica da criança no sentido de chegar à causa da febre, que geralmente é uma infeção ligeira de causa viral. Se a criança já teve ataques anteriores administre medicação retal para reduzir a febre e as convulsões, de acordo com o já recomendado pelo pediatra. Verifique quanto tempo dura a crise convulsiva e dirija-se a um serviço de saúde para fazer uma nova avaliação clínica.