Desenvolvimento da linguagem dos 2 aos 4 anos

A aprendizagem da linguagem humana é certamente um dos feitos mais extraordinários da nossa espécie, e que tem sido responsável pelo nosso sucesso entre todos os animais do planeta.
Esta linguagem serve para trocar ideias e afetos, e por isso determina os nossos valores e as nossas sociedades.
Neste artigo revelamos cada etapa de desenvolvimento da linguagem, e para cada etapa, fazemos algumas recomendações aos pais para melhor estimular o desenvolvimento da sua criança, assim como indicamos alguns sinais de alerta que deverão ser motivo para pedir ajuda a um especialista.
 


Aos 2 anos:

  • Compreende ordens complexas;
  • Diz o seu nome;
  • Reconhece muitos objetos e imagens;
  • Utiliza frases de 2-3 palavras.
 
Recomendações aos pais:
  • Enriqueça o seu vocabulário;
  • Explique-lhe as palavras que não conhece;
  • Diga corretamente as palavras em que ele apresenta mais dificuldade. Atenção não insista na repetição numa constante.
 
Sinais de alerta para procurar ajuda:
  • Se o vocabulário do seu filho se limita a poucas palavras;
  • Se a sua linguagem é difícil de perceber;
  • Se ele não juntar 2 palavras para formar frases simples;
  • Se não compreende ordens simples (por exemplo, “Dá-me o teu sapato”).

 Aos 3 anos:

  • Faz e responde a perguntas;
  • Usa alguns plurais e preposições;
  • Compreende frases mais complexas.
 
Recomendações aos pais:
  • Incentive o seu filho a contar histórias;
  • Promova a expressão dos seus pensamentos e sentimentos;
  • Incentive a não usar o biberão e/ou a chupeta.
 
Sinais de alerta para procurar ajuda:
  • Se o seu discurso continuar difícil de perceber;
  • Se não formar frases simples;
  • Se usar apenas alguns nomes ou verbos na frase, omitindo artigos/adjetivos;
  • Se não responde a perguntas simples como “Onde está o cão?”

Aos 4 anos:

  • A fala do seu filho tem muitas semelhanças com a dos adultos, mantém longos diálogos;
  • Conta acontecimentos.
 
Recomendações aos pais:
  • Leia histórias com o seu filho, alternando a vez de cada um. Desta forma, irá incentivá-lo a uma atitude positiva em relação à linguagem e à leitura;
  • Converse muito com o seu filho;
  • As crianças precisam do seu exemplo. Deixe-o observar a sua leitura.
 
Sinais de alerta para procurar ajuda:
  • Se utilizar frases curtas e não estruturadas;
  • Se o seu discurso continuar de difícil perceção;
  • Se omitir ou trocar muitos sons nas palavras;
  • Se não for capaz de relacionar acontecimentos simples e recentes;
  • Se não compreende ordens de maior complexidade (por exemplo, “Vai buscar os sapatos azuis);
  • Se não produz perguntas simples.

O seu filho gosta de se divertir e de brincar consigo! Faça-lhe a vontade!


 
As autoras são todas Terapeutas da Fala do ACES Central do Algarve:
  • Carla Cavaco
  • Margarida Lino
  • Mónica Madeira
  • Telma Guerreiro Pereira
 
Referências Bibliográficas: