Alimentação a partir dos 2 anos




A alimentação, enquanto estilo de vida que influencia a saúde, a longevidade e a qualidade de vida, deve ser privilegiada desde tenra idade, atendendo à respectiva adequação quer em termos quantitativos quer em termos qualitativos.

Com um ano de vida, a criança deve integrar-se progressivamente no padrão alimentar da família, desde que este seja fiel aos princípios da alimentação saudável, isto é completa, equilibrada e variada, como sugere a Roda dos Alimentos.

A partir dos 2 anos de idade, a criança deve estar absolutamente adaptada na alimentação familiar, devendo ingerir diariamente alimentos de todos os grupos da Roda dos alimentos, cumprindo a proporção que é sugerida pelo tamanho de cada sector, bem como variar o mais possível dentro de cada grupo. A partir desta idade as crianças gostam de experimentar novos sabores, cores e texturas, dando especial atenção à forma como os alimentos são apresentados no prato.

A água é a bebida de eleição, quer durante as refeições, quer fora delas, devendo ser consumida de acordo com as necessidades individuais, para que a urina se mantenha clara e com pouco cheiro.

O pão, os cereais, as massas, o arroz e a batata devem ser consumidos com conta, peso e medida, e repartidos pelas diferentes refeições ao longo do dia, preferindo os mais ricos em fibras e simultaneamente mais pobres em açúcar.

Os legumes e as hortaliças, preferencialmente da época, devem ser ingeridos em boa quantidade, quer através de sopa, a inaugurar o almoço e o jantar, quer a acompanhar o 2º prato.

A fruta, também da época, deve ser variada e consumida sempre com outros alimentos. Ou se integra no almoço e/ou jantar, ou se consome em refeições intercalares mais pequenas, como as merendas a meio da manhã ou da tarde.

O leite, o iogurte e o queijo, preferencialmente meio-gordos, podem ser tomados segundo uma das opções seguintes:
> 2 canecas de leite (2 X 250ml);
> 1 caneca de leite (250ml) + 2 iogurtes sólidos;
> 2 iogurtes líquidos;
> 1 caneca de leite (250ml) + 1 iogurte líquido;
> 1 caneca de leite (250ml) + 1 iogurte sólido + 1 fatia fina queijo;
> 1 caneca de leite (250ml) + 1 queijinho fresco.

O peixe, a carne e os ovos devem ser consumidos com muita moderação. Sempre limpos e aparados de todas as peles e gorduras visíveis, deve preferir-se o peixe. No que respeita a carne há que optar sobretudo pela de animais de capoeira (aves e coelho).

O feijão, o grão, as ervilhas, as favas e as lentilhas devem ser consumidas diariamente, nomeadamente em sopa.

O azeite, a manteiga e as margarinas, utilizadas para temperar ou cozinhar, devem ser usadas em quantidade muito moderada, dando especial preferência ao azeite.

Os alimentos devem ser confeccionados com pouca gordura, sob a forma de cozidos, estufados ou grelhados, evitando fritar, assar no forno e refogar.

No âmbito da alimentação saudável, o intervalo entre as diferentes refeições não exceder as 3 horas, devendo para esta idade fazer-se 5 refeições ao longo do dia.

Nesta idade, os alimentos açucarados e/ou salgados (batatas fritas, refrigerantes, bolos, gomas e outras guloseimas) devem constituir uma excepção ocasional.

Fonte: 
Nutricionista Teresa Sofia Sancho, ARS Algarve IP